Interfaces:Cultura, Contemporaneidade e Subjetividades

Os ensaios conservam a marca da intertextualidade como meio de expressar experiências de um local e das suas várias faces para disseminar histórias de vida, retratos de uma época,formação de identidades, discursos atravessados de poder e reflexos das representações de um lugar.

Maiores informações, consulte o site:

 

Paulo César García. Interfaces:Cultura, Contemporaneidade e Subjetividades. 1. ed. Salvador-BA: Editora da Universidade do Estado da Bahia – EDUNEB, 2009. v. 1. 268p .