A luta desarmada dos subalternos

Uma condição para enfrentar e desmontar dispositivos de controle disseminados pelos sistemas de dominação, isto é, o Estado e suas vinculações com o capital, é a crítica permanente a toda e qualquer forma de representação, bem como à criação de espaços nômades de gestão pedagógica dessa (auto)crítica. O esvaziamento de um signo de poder e saber reativos torna-se impotente se não articulado a uma interpelação da lei e suas dobras no espaço público ou clandestino. Oferecemos, neste livro, um encontro com a rebeldia selvagem e libertária, encarada, do ponto de vista do campo linguístico-literário, como ciência e ação direta.

Maiores informações, consulte o site:

 

SANTOS, O. M.. A luta desarmada dos subalternos. 1. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2016. v. 1. 184p .